Água quanta baste

Sábado, 16 Maio, 07:45. O silêncio dentro do carro durante a curta viagem para nos encontrarmos na Portela de Leonte dizia tudo…Caminhar nestas condições? deve haver um de nós que tenha um pouco de juízo e diga com determinação: “Assim não vale a pena. Fica para a próxima”. Por outro lado, estar ali e voltar para trás, não nos caía nada bem.  Raio! Que fazer?

A decisão apareceu com naturalidade! Andando e vendo! Já todos sabíamos o que nos esperava em termos meteorológicos! Água quanta baste! Água vinda do céu. Abundante, fresca e empurrada pelo vento. Água que corria pelos ribeiros, pelas rochas , pelos trilhos…

…e está quase tudo dito. Pelo meio ficaram grandes momentos de convívio e companheirismo. Um almoço soberbo no Conho e um regresso divertido. Sempre debaixo de chuva voltamos à Portela de Leonte.

hpim7719

hpim7727

hpim7729

hpim7742

hpim7745

hpim7750

Deixe uma resposta