Outra banda – contra bando

A caminhada de hoje trazia água no bico. Tratava-se de por em prática uma ideia que vinha fermentando e , de cada vez que subi ou desci o Vale do Alto Homem com o Rui – blogue  Carris – , ganhava força e sempre comentávamos: ” Havemos de fazer aquele trilho, um dia!”

E o dia chegou. A vontade de caminhar bastava…Mas, um pretexto(zinho) adicional, vem sempre a calhar e tempera as coisas dando-lhes outro sabor. Assim foi. Na noite de sábado, num muito agradável encontro ali para os lados do Gerês,  lá arranjamos tempo  e definimos tudo. Não é que fosse necessário puxar de régua e esquadro. Sabíamos que seria muito mais útil puxar de moto-serra, catana ou similar! Não esperávamos milagres naquele trilho! Esperávamos muito mato, isso sim! Alinhamos uns pormenores, cruzamos as informações,  marcamos horas e rumamos a vale de lençóis. Tínhamos uma certeza. Iríamos divertirmo-nos como sempre. Ficam duas imagens do início do divertimento. Brevemente os detalhes.

hpim7291

hpim7294

Deixe uma resposta